Médicos são acusados de oferecer falsas especialidades em Nova Venécia

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Nova Venécia, denunciou a nutricionista Jessica Savergnini Mattedi e os médicos Thays Dalla Bernardina Loureiro, Jarlene Mendes de Oliveira Silva, Eduardo Jorio Machado e Shaston Cruz de Souza pelos crimes contra as relações de consumo e exercício ilegal da medicina.

As irregularidades ocorreram em uma clínica no município, de propriedade de Jéssica.  De acordo com a denúncia, os acusados realizavam publicidade enganosa na forma de panfletagem, cartões e redes sociais, afirmando que possuíam especialidades de  endocrinologista, pediatra, neurologista, geriatra e reumatologista.

No entanto, nenhuma dessas especialidades era registrada no Conselho Regional de Medicina (CRM) e os médicos não possuíam os títulos exigidos pelo órgão para cada área de atuação específica. Os profissionais estavam cientes dessa divulgação irregular das especializações e, mesmo assim, atendiam os pacientes na clínica de acordo com as atividades veiculadas.

O MPES requer a condenação nas penas da lei e de dano moral coletivo em valor mínimo de R$ 200 mil para cada denunciado.

Direto da Redação, com informações do MPES