Ativistas invadem tríplex atribuído a Lula no Guarujá

Ativistas do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) ocuparam na manhã desta segunda-feira (16) o apartamento 164-A do edifício Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo, em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Recolhido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) desde o último dia 7, Lula cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão por supostamente ter beneficiado a empreiteira OAS em contratos com a Petrobras. De acordo com a 13ª Vara Criminal de Curitiba e a 8ª Turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), o apartamento faria parte da propina paga ao ex-presidente.

Imagens transmitidas ao vivo no perfil do Facebook do líder do MTST, Guilherme Boulos — pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL —, mostram uma bandeira da Frente Povo Sem Medo hasteada no tríplex, que fica no último andar do edifício.

“MTST e a Povo Sem Medo acabam de ocupar o triplex do Guarujá, atribuído a Lula por Moro. Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?”, pergunta mensagem postada na página de Boulos.

Clique aqui e leia mais! 

Fonte: R7.com