Motorista é preso. Sobe para quatro o número de mortos no acidente na BR 101 em Viana

O motorista da carreta, Wesley Montovanelli, 45 anos, apontado como causador do grave acidente ocorrido na manhã desta quarta-feira (11) em Viana, foi preso na tarde deste mesmo dia e autuado por homicídio culposo. Ele foi levado para a Delegacia de Delitos de Trânsito. Onze pessoas se envolveram no acidente. Quatro tiveram a morte confirmada; cinco sofreram ferimentos, e duas ilesas.

Segundo a polícia, análises preliminares indicam que Montovanelli trafegava a uma velocidade de 85 quilômetros por hora, no trecho em que a velocidade está limitada a 60 km/h, e ainda há indício de que ele estaria usando o celular (WattsApp) quando houve o choque. Segundo apurou a polícia, dois grupos dele no WattsApp foram apagados no momento do acidente. O laudo do acidente deve ficar pronto dentro de um mês.

A Polícia Rodoviária Federal atualizou as informações sobre o grave acidente que ocorreu na manhã na BR 101 em Viana. De acordo com informações divulgadas às 16h40 subiu para quatro, o número de mortos. Outras cinco pessoas ficaram feridas. A pista no sentido Vitória foi liberada e segue com lentidão.

Segundo informações de testemunhas, havia uma blitz da PRF no local e um caminhão acabou sendo atingido por uma pickup ao reduzir a velocidade. De acordo com testemunhas, um outro caminhão em chamas, bateu logo atrás e deu início a um incêndio.

A Eco 101, concessionária que administra a via, confirmou que cinco pessoas ficaram feridas. Duas foram encaminhadas para um hospital em Cariacica. Uma pessoa foi socorrida por um policial militar que passava pelo local.

VÍTIMAS

Onze pessoas se envolveram no acidente. Entre as quatro vítimas fatais, duas já foram identificadas como sendo Maria de Lourdes Coutinho Passos, 65 anos, diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Manoel Evêncio, de Nova Bethânia, Viana, e o técnico de informática Jadson Aguiar de Siqueira, de 34 anos. As outras duas pessoas que viajavam em um Peugeot, placas LSU 0705 e morreram carbonizadas, deverão ser identificadas por testes de DNA.

As vítimas que saíram com ferimentos são as seguintes: Anderson Simas Oliveira – major da PM que estava no Ford Fiesta Sedan, placas OCX 7049; Sandro Faustino dos Santos, policial civil que estava no veículo Mitsubishi placas JRA 4887; – Fábio Junior Beringue, que estava no caminhão Volkswagen, placas OVE 8990; Tiago Lucas Menegeli, na picape Fiat Strada, placas PPA 6359; e Marcio Amaro de Oliveira, que conduzia o Renault Clio, de numeração de placas 1261. Ele conduzia a diretora escolar que morreu no acidente.

Também se envolveram no acidente mas não sofreram ferimentos: Jeferson de Oliveira Lima (que estava no caminhão Scania placas LPS 1824) e Wesley Montovanelli, que estava na carreta Volvo, placas MPB 2371, suspeito de ter provocado a tragédia.

Da Redação